O fato de Machado de Assis ter conseguido mostrar seu talento como escritor sendo negro na época em que viveu é algo de fato admirável. Mais admirável ainda é saber que o mesmo não teve educação formal. Em outras palavras Machado de Assis não frequentou a escola. Ora, e quem diz que naquela época escola era coisa para negros ? E Machado coitado, além de negro ainda por cima era pobre. Sem falar que perdeu a mãe ainda bem jovem e logo depois o pai. O fato é que Machado de Assis só ia mesmo para a escola para vender doces com sua madrasta.

Considerando o quão cruel nossa sociedade sempre foi e continua sendo em relação a uma maioria que infelizmente ainda não têm acesso à educação isso só me faz admirar ainda mais Machado de Assis. Obviamente que hoje em dia ninguém vai questionar a genialidade do Machado, no entanto, custo acreditar que isso foi sempre assim.

Dr. Simão Bacamarte era filho da nobreza da terra e o maior dos médicos do Brasil, de Portugal e das Espanhas. Estudara em Coimbra e Pádua antes de regressar ao Brasil, não podendo el-rei alcançar dele que ficasse em Coimbra, regendo a universidade, ou em Lisboa, expedindo os negócios da monarquia.

Nessas poucas linhas fica claro que Simão Bacamarte era a própria antítese de Machado de Assis, não apenas no campo das idéias mas também em um contexto social.

Simão Bacamarte, apoiado por seu título de doutor, revirou Itajaí de cabeça para baixo e quem conseguiu segurar esse homem ? Absolutamente ninguém… isso mostra que o título e a reputação do Dr. pesava muito mais do que qualquer outra coisa nessa pequena cidade.

Quanto à idéia de ampliar o território da loucura, achou-a o boticário extravagante; mas a modéstia, principal adorno de seu espírito, não lhe sofreu confessar outra coisa além de um nobre entusiasmo; declarou-a sublime e verdadeira.

Vejo em vários momentos, seja pelo jornal ou com meus próprios olhos, que por modéstia ou baixa auto-estima o povo brasileiro questiona muito pouco os Dr. Bacamartes da vida. O pior é que muitas pessoas sofrem por não estarem na mesma “posição privilegiada” que eles, já que ser Dr. é algo realmente grandioso no ponto de vista de alguns. O que mede a capacidade de uma pessoa no Brasil sempre foi seu grau de escolaridade e seus diplomas. O que diremos de Machado entao ? Obviamente que acharemos milhões de desculpas para tirá-lo do meio da grande quantidade de pessoas no nosso país que assim como ele não tiveram a oportunidade de ter uma educação formal. Sim, claro ! Afinal, pobre e negro, quando se destaca é porque tem algo de especial. Se não tiver nada de especial a sociedade dá um jeito de arrumar isso para ele.

Sim, Machado foi um gênio sim. Não tenho dúvida e não estou questionando isso, mas existe uma sutileza ai que não é facil de pescar, a menos que você tenha vivido isso na pele. Vim de família pobre e por ter conseguido passar na peneira dos vestibulares e conseguido um título de doutora sempre vejo alguém tentar justificar essa minha “conquista” com algo que devo ter de especial. O que tenho de especial ? Ainda estou tentando descobrir… talvez um pouco mais de sorte ?

Um exemplo clássico que temos no nosso país que explica bem o que quero falar é o que acontece com nosso atual presidente. Esse pobre diabo é taxado de ignorante para baixo por não ter educação formal… isso quando a baixaria não chega ao ponto de desqualificá-lo apenas por ter perdido um de seus dedos em acidente de trabalho. Bom, esse realmente não era um problema para o príncipe dos sociólogos 🙂

O fato é que o mundo se divide em duas vertentes, a da elite pensante e a dos ignorantes. Ai ai ai de alguém misturar as duas coisas. Por um lado temos os doutores Bacamartes da vida que acreditam fazer parte de uma elite pensante e dona da razão absoluta. Por outra temos os pobres diabos ignorantes que realmente acreditam em tudo que os doutores falam é lei, afinal, eles estudaram para isso. No meio entre um grupo e outro tem os que oscilam de acordo com a sua própria necessidade. E não posso esquecer que ainda tem as bestas frustradas que não conseguiram chegar em nem um lugar e nem em outro e se sentem acuadas e ignorantes, e por problemas de auto-estima atiram pedras para todos os lados além de pagar horas de psicanalista por não fazer parte da elite pensante.

Enfim… para resumir tudo isso, na minha opinião Machado não poderia ser mais genial e atual !!!! Em apenas poucos palavras e algumas poucas entrelinhas nos mostrou de forma tão clara e direta o quão baixa é a auto-estima do povo brasilerio e quão arrogante é a “elite pensante” de nosso país.

Um ótimo domingo a todos,

Lys

Anúncios